• CPV

O VOLUNTARIADO E A COVID-19

A Confederação Portuguesa do Voluntariado (CPV) está a acompanhar a situação de Pandemia pela COVID19 e, partilhando a justeza das preocupações que assolam a população portuguesa, manifesta a sua total disponibilidade para colaborar com as organizações públicas e com as suas confederadas neste combate tão exigente, mas que está a mostrar ter “soldados” motivados para vencer esta “guerra”.


Neste sentido:

  • Apresentamos o nosso apoio e reconforto aos familiares dos que já pereceram e desejamos que não se deixem abater pelo desânimo;

  • Prestamos profunda gratidão ao pessoal da saúde pela sua heróica dedicação e que saibam ter o total apoio dos voluntários portugueses. A Confederação apela ao Governo português que faça tudo para que não faltem condições de trabalho nos hospitais e centros de saúde;

  • Dizemos aos que já foram ou venham a ser afetados pelo vírus: saibam que não estão sós na luta pela recuperação da saúde. A CPV está a trabalhar para que se possa garantir que os mais vulneráveis contem com a ajuda do voluntariado;

  • Regozijamo-nos pelas iniciativas solidárias, muitas delas suscitadas por voluntários, desejando que a espontaneidade não perverta a identidade, idoneidade do voluntariado nem ignore a legislação em vigor ou as medidas implementadas pelas autoridades;

  • Precisamos que o Governo facilite a ação dos voluntários, nomeadamente apoiando as organizações enquadradoras de voluntários para que possam assegurar o seguro exigível por Lei aos que, neste tempo de emergência, se disponibilizem a colaborar;

  • Vamos, à medida das necessidades, apresentar propostas de ações de voluntariado com o apoio das confederadas que a ele vierem a aderir e procurar a colaboração das Juntas de Freguesia, das Câmaras Municipais e das autoridades competentes. Estas propostas serão de prevenção e proteção.

  • Apelamos para que a população portuguesa cumpra todas as normas preventivas que são emanadas pelas autoridades de saúde. É que esta pandemia está a deixar evidente que dependemos, inevitavelmente, uns dos outros.

A CPV quer deixar a sua convicção de que, por muito difíceis que sejam as lutas a travar, o triunfo será nosso.


Sejamos solidários em tudo e com todos!


Pela Direção da CPV - Eugénio José da Cruz Fonseca

0 views