• CPV

Nota de imprensa * 14 de abril de 2020

A Confederação Portuguesa do Voluntariado (CPV) continua a acompanhar a situação de Pandemia pelo COVID19. Considerando os últimos acontecimentos, no que respeita ao voluntariado:

- Os portugueses estão exemplarmente a responder aos apelos de voluntariado que advém de diversas entidades, principalmente no apoio a duas organizações que são filiadas da CPV, a saber a União das Misericórdias Portuguesas e a Confederação das Instituições de Solidariedade Social, encarregues de um grande número de lares de idosos;

- Recordamos que a CPV continua a trabalhar para que se possa garantir que os mais vulneráveis contem com a ajuda do voluntariado;

- Recordamos que todas as iniciativas solidárias, muitas delas suscitadas por voluntários, mesmo espontâneas, não devem perverter a identidade nem a idoneidade do voluntariado, nem ignorar a legislação em vigor ou as medidas implementadas pelas autoridades;

- É, por conseguinte, fundamental que as organizações acautelem não só, todas as medidas de segurança defendidas pelas autoridades de saúde como também, os direitos e deveres dos voluntários, em especial o que respeita à formalização dos seguros de acidentes pessoais e de responsabilidade civil;

- É importante que o perfil dos voluntários, nesta altura e para as atividades que admitam contacto social, os voluntários sejam adultos com idade compreendida entre os 18 e os 59 anos, não pertençam a grupos cujas circunstâncias de saúde os colocam em risco e tenham residência próxima da área de voluntariado.

A situação de pandemia colocou em evidência o voluntariado em Portugal e a vontade que os portugueses têm de estar à altura do acontecimento, dando de si a vários níveis. Isto mostra que a CPV está correta na sua convicção de que, por muito difíceis que sejam as lutas a travar, o triunfo será nosso.

Sejamos solidários em tudo e com todos!

Pela Direção da CPV

Eugénio José da Cruz Fonseca

2 views